Counter Strike Global Offensive

Counter Strike Global Offensive: Review, e muito mais!

Written by | Jogos

Tudo começou para Counter Strike Global Offensive em meados de 1996 quando Minh Le, um desenvolvedor de jogos vietnamita naturalizado canadense, teve o seu primeiro contato com o Quake, um dos grandes títulos de jogos de tiro em primeira pessoa.

Depois de conferir o poderoso SDK, um kit para desenvolvimento e modificação anexado ao jogo, rapidamente o lado criativo e desenvolvedor do rapaz começaria a falar mais alto.

Counter Strike Global Offensive terrorist

Terror side!

Baseando-se em operações realizadas por fuzileiros navais. Minh Le começou a criar o seu primeiro mod para o Quake, intitulado Navy SEALs. Nele o jogador assume o papel de um soldado da tropa especial de fuzileiro navais dos Estados Unidos, ganhando oponentes e uma série de armas que não estavam presentes na versão original do Quake; como pistolas com mira à laser, escopetas e submetralhadoras.

Após o lançamento do Quake 2, Le migrou para a nova plataforma e trabalhou no desenvolvimento do game Action Quake 2,  sendo inclusive escolhido pela própria id Software para integrar um pacote oficial de mods.

O tempo passou e já no quarto ano do curso de Ciências da Computação, Le começou a editar conteúdo para o recém lançado Half-Life, cujo motor de construção possuia muitas semelhanças com os do Quake e Quake 2. Neste período o desenvolvedor conheceu Jess Cliffe, iniciando finalmente a construção do modo que se tornaria até mesmo mais famoso do que o próprio jogo de origem, o Counter-Strike.

Depois de um intenso trabalho da equipe inicial de desenvolvimento, em 19 de junho de 1999 é lançado primeiro beta aberto do CS; a partir deste momento o jogo passou a ter atualizações quase semanais e a criar sua imensa legião de fãs. Após um pouco mais de 1 ano e 19 versões beta, foi lançada a versão 1.0.

O início da Valve e Steam

A partir da quarta versão beta do Counter Strike, a Valve começou a ajudar Minh Lee no desenvolvimento do CS. Observando é claro o enorme sucesso que estaria por vir. Em agosto de 2000 a grande distribuidora de jogos Sierra obteve autorização para comercializar o jogo. Mas como uma extensão do Half-Life, rentabilizando aquilo que antes era apenas um passatempo.

Era realmente aquilo que faltava para que o CS fosse indicado como jogo do ano. Com a verdadeira febre que criaram, Minh Le e Jess Cliffe foram contratados para dar continuidade no desenvolvimento.

Counter Strike Global Offensive counter terrorist

Counter-Terrorist side!

A profissionalização do jogo

A febre do Counter Strike e o alto preço cobrado pela Internet banda larga teve o lado bom. Ocorreu a explosão de criação das LAN houses no Brasil e em vários outros lugares do planeta. Ir até a lan house e desafiar amigos ou desconhecidos se tornou um passatempo para os adolescentes.

A grande quantidade de investimentos começaram a surgir campeonatos mundiais de Counter Strike. O World Cyber Games (WCG), World e-Sports Games (WEG) e Electronic Sports World Cup (ESWC). Neste momento jogar se tornou realmente uma profissão com patrocinadores, prêmios em dinheiro e intermináveis horas de treino.

Novas atualizações e a polêmica do Counter Strike Global Offensive

A decisão tomada pelo juiz federal Carlos Alberto Simões de Tomaz, atuante na 17ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado de Minas Gerais. A venda de artigos relacionados aos jogos Counter-Strike e EverQuest passou a ser proibida em 17 de janeiro de 2008. Segundo o juiz: os jogos “trazem imanentes estímulos à subversão da ordem social, atentando contra o estado democrático e de direito e contra a segurança pública, impondo sua proibição e retirada do mercado”.

De acordo com notícias da época toda a polêmica teria sido gerada por um mapa feito pelo jogador brasileiro Mataleone, inspirado nas favelas do Rio de Janeiro, o famoso cs_rio. Nele os CTs precisam subir o morro para resgatar reféns que ficaram em poder dos traficantes; sendo este um dos melhores mapas já criados para o Counter-Strike 1.6, presença confirmada nos melhores servidores.

Em junho de 2009 a comercialização do CS foi novamente permitida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Localizado em Brasília, mediante argumentação da distribuidora Eletronic Arts de que o jogo já havia sido marcado como impróprio para menores de 18 anos; tendo seu público maior de idade o discernimento necessário para não levar o jogo para a vida real. Depois deste caso não houveram outras proibições de grande repercussão contra jogos no país, pelo bem da democracia.Com a sequência de atualizações, o jogo ficou com melhor jogabilidade e continuou ganhando players.

Depois do Counter Strike 1.5, veio o Counter Strike 1.6, Counter Strike Source. Counter Strike Combat Warfare e Counter Strike Global Offensive.

Counter Strike Global Offensive CT and terror

Terror ou CT? Qual você prefere?

É possível jogar no PS3, Xbox one ou PC?

Para jogar Counter Strike Global Offensive, você deve ter um PCGamer. Você encontra PC Barato na EasyGamer. Consoles como PlayStation e Xbox não rodam o jogo. Campeonatos do Counter Strike Global Offensive com premiações milionárias, e players brasileiros no topo da lista de melhores do mundo. Por esses motivos e muitos outros, o CSGO é referência no eSports.

Não é surpresa que os brasileiros que já eram fascinados se tornaram viciados nesse jogo. Nas transmissões dos últimos campeonatos pela www.twitch.tv/bidado. O canal do Bernardo Bida chegou a 100 mil visualizações simultâneas. O time da SK Gaming vem se consagrando campeã e hoje está no Top Ranking da HLTV. 

Em Counter Strike Global Offensive,Gabriel “FalleN” Toledo  atingiu a marca de aproximadamente R$ 1,6 milhão em premiações. Seus companheiros de time também aparecem na lista das maiores premiações. Fernando “fer”Alvarenga está em terceiro com US$ 492 mil e Marcelo “coldzera” David aparece na quinta colocação, com US$ 483 mil de premiação total.

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Last modified: agosto 1, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *